Alternity RPG review parte 3 (final)


DANO E HEALTH

Uma das coisas que eu acho mais legais em alternity é o sistema de dano. O PJ tem 4 barras de dano: uma de dano leve que é igual à constituição, uma de dano moderado que é também igual à constituição, uma de dano fatal que é metade da constituição e outra de fadiga que é também metade da constituição.

Quando você sofre dano, o tipo da arma e a qualidade do sucesso determina a quantidade e o tipo de dano. Por exemplo um revólver pode ter o dano assim:

[1d6W / 1d6+2W / 1d4F]

Que significa que se você acertar o tiro com um sucesso comum vai rolar 1d6 e causar dano moderado (wounds), se você tiver um sucesso bom vai causar 1d6+2 de dano moderado e se tirar um sucesso extraordinário vai causar 1d4 de dano fatal.

O dano leve (stun) não causa penalidades e some no final do combate com algum repouso, porém se você encher a barra toda, você cai inconsciente. Além disso se a barra encher, cada 2 pontos de dano que passar causa 1 ponto de dano moderado.


O dano moderado não some automáticamente no fim do combate, mas o PJ pode fazer um teste da skill Physical Resolve para recuperar uns pontos (de 1 a 3 e uma falha crítica pode agravar os ferimentos), o restante recupera com descanso, cuidados médicos e demora dias. Além disso cada 2 pontos de wound causam automáticamente 1 ponto de stun. Quando metade dos pontos forem preenchidos o dano acarreta 1 passo de penalidade. Quando todos os pontos forem preenchidos o PJ desmaia e cada 2 pontos de wound que passarem da barra causam 1 ponto de dano fatal.

O dano fatal nunca vai embora automáticamente e sempre requer tratamento cirúrgico. Cada ponto de fatal acarreta 1 passo de penalidade e também 1 ponto de wound automaticamente. Assim que o PJ sofre algum dano fatal ele não pode mais curar os outros pontos de dano até eles serem removidos e além disso o PJ deve fazer 1 teste por hora para não ir agravando o dano podendo morrer. O tratamento cirúrgico é feito por um PJ ou PDM que tenha essas skills e deve ser rolado durante a cirurgia, o PJ vai curando a cada sucesso, mas pode morrer durante o procedimento também.

Cada ponto de fadiga causa 1 passo de penalidade também, mas o dano vai embora descansando.

XP E EVOLUÇÃO


A cada sessão os PJs ganham XP que vão sendo preenchidos em uma trilha na ficha e quando alcança o nível esses XPs são convertidos em pontos para comprar novas skills, melhorar as skills e existem certos níveis onde você pode melhorar atributos, comprar outros benefícios e vantagens, apagar desvantagens, etc e você apaga todos os XPs e começa a trilha de novo. A cada nível a quantidade de XP necessária para evoluir aumenta 1 ponto. Por exemplo para passar do 1º para o 2º nível são necessários 6 pontos que são convertidos em pontos de evolução. Já para passar para o 3º nível são necessários 7 pontos e assim por diante.

O RESTO DO LIVRO

Como o jogo segue o esquema da TSR o livro do jogador não possui criaturas e você vai acabar tendo que usar um dos Alien Compendium ou um cenário de campanha que vem com as criaturas do cenário ou criar você mesmo. O livro do mestre é bem pouco útil.

Os outros capítulos do livro do jogador detalham como usar computadores e hackeamento de sistemas, naves espaciais, cyberware, mutações, etc, o que é muito útil para você montar a sua campanha à seu gosto.

CONCLUSÃO


O jogo é muito bom e funciona redondinho e é fácil de mestrar e aprender. A única dificuldade é mesmo se adaptar à grande quantidade de skills, mas isso ocorre naturalmente. Ele se adapta à quase tudo. Já mestrei de tudo com ele, de velho oeste à apocalipse zumbi, passando por arquivo X. É uma verdadeira pena terem descontinuado a linha, mas hoje você encontra de tudo para alternity no net, inclusive muito material criado por fãs.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Call of Cthulhu 7ª edição em português em FC!

Sistemas de RPG parte 1: Dados

RPGs de Zumbis parte 1